22/12/16

Campanha de apoio ao Sintusp

Brasil: Apoie os trabalhadores da USP – Universidade de São Paulo!Na linha da onda repressiva aos direitos trabalhistas que assola o país, o presidente da Universidade de São Paulo (USP), Marco Antônio Zago, levou adiante de forma radical seu declarado projeto de eliminar o sindicalismo da universidade. 

Campanha em parceria com a CSP Conlutas, central sindical nacional brasileira combativa, de classe, independente e internacionalista, e o SINTUSP que representa 14 mil trabalhadores na USP - a Universidade de São Paulo.Em abril desse ano, a reitoria tentou expulsar os trabalhadores do sindicato de sua sede na USP, os trabalhadores enfrentaram e impediram que o sindicato fosse expulso da USP. No entanto, dia 9/12, aproveitando-se do período das férias, como já se tornou tradição na USP para o cometimento de atos arbitrários, a Reitoria obteve liminar judicial para a reintegração de posse, via intervenção militar, do prédio que o SINTUSP ocupa na universidade desde a sua fundação, nos anos 60.

www.LabourStart.org/SINTUSP

 

O SINTUSP é sediado na universidade desde a sua fundação. A última vez que um presidente tentou expulsar o sindicato foi em 1979, durante a ditadura militar. Agora, sob a "democracia" de Zago, o sindicato está sendo despejado sem qualquer negociação e sem qualquer base administrativa ou legal.
Esta é uma declaração de guerra contra os trabalhadores da USP e, ao mesmo tempo, uma declaração de guerra contra a comunidade acadêmica e o direito básico de organização sindical de toda a classe trabalhadora. Cabe ressaltar também atos antissindicais como as demissões políticas de dirigentes sindicais, bem como inúmeros processos absurdos movidos pela atual reitoria contra dirigentes e militantes do SINTUSP, com a finalidade de implementar seu projeto de destruir o Sindicalismo na USP!

Clique aqui e leia mais [Click here to read more]

 

Documentos