12/03/13

Concurso público? Para quem?

A reitoria demitiu em janeiro de 2011 270 funcionários sob a alegação de que não haviam prestado Concurso Público, após longos anos de trabalho na universidade. Que alegação chula: “não prestaram Concurso Público”? Hoje, na Universidade, Concurso Público se tornou um meio que leva ao nepotismo e falcatruas nas unidades.


Vejamos:

“No Instituto de Eletrotécnica e Energia ocorreu Concurso Público dia 23/01/2013, conforme Edital no IEE, nº 01/2012, para a função de Especialista em Laboratório, Grupo Superior, junto ao Serviço Técnico de Sistemas Fotovoltaicos, cuja prova foi elaborada e corrigida pelo Prof. Roberto Zilles (Chefe de Departamento) e adivinhem o resultado? Com nota 10, passou a sua “esposa”, Sra. Maria Cristina Fedrizzi (não usa o sobrenome do marido para não chamar atenção) e com nota 7, o seu estagiário Teddy Arturo (este com certeza tem os meus méritos). A Sra. Maria Cristina já vinha trabalhando na USP, prestando serviços em Projetos do CNPQ, FAPESP, coordenados pelo seu esposo.

A “moda pegou” e um novo Concurso Público no IEE é consagrado, através do Edital de Abertura IEE nº 02/2012, para a função de Especialista de Laboratório, junto ao Serviço Técnico de Planejamento Energético e Ambiental e de Avaliação e Desenvolvimento de Recursos e quem passou?? Agora, a vaga é para a Sra. Sonia Seger Pereira Mercedes, companheira do Diretor.

Lembramos que em todos estes Concursos Públicos os cidadãos bem intencionados, pagam e, pagam caro, para serem enganados pela “intelectualidade burguesa” da USP. Como podemos observar: Para eles tudo, para “trabalhadores nada”. Desculpem. Nada não, lá há muito assédio moral, repressão, opressão, banalização dos trabalhadores, doenças profissionais e até mesmo suicídio de trabalhador.

E o Ministério Público ainda diz que os estudantes e trabalhadores da USP são bandidos e fazem parte de quadrilha. De qual quadrilha nós fazemos parte ??? Da quadrilha do Instituto de Eletrotécnica e Energia é que não é.

Contra o Nepotismo!
Moralidade nos Concursos Públicos!
Devolução da taxa de inscrição para todos os candidatos destes Concursos!
Que o reitor chame de volta todos os funcionários (aposentados) que foram demitidos em janeiro de 2011!
Que o reitor aconselhe a sua “colega” Promotora Pública a retirar as denúncias

Documentos