01/07/19

Boletim Nº 51/2019 (01 de julho)

Boletim N° 51 - SP 01/07/2019
Gestão: Sempre na Luta! Piqueteiros e Lutadores - 2017/2019

Reitoria diz estar estudando o reajuste do VA/VR e marcará negociação em breve!

Reivindicamos abertura urgente da negociação da pauta específica!

Na última quinta-feira, dia 27/6, houve uma reunião do sindicato com a reitoria. Pela gestão da universidade estavam presentes o coordenador do gabinete do reitor, o senhor Carlos Eduardo, a Dra. Stephanie, chefe da procuradoria, e o senhor David pelo DRH. A reunião a princípio era pra tratar dos encaminhamentos para a realização do 7º Congresso estatutário dos funcionários da USP, com o compromisso da reitoria em finalizar até a segunda semana de julho um acordo específico para viabilizar a participação dos delegados ao congresso.

Após discutido esse tema, cobramos uma reunião pra discutir para discutir a pauta específica, começando pela questão dos benefícios sociais, VA e VR. Foi informado que o reitor já encomendou à Codage um estudo sobre a questão, e que irá marcar uma reunião de negociação em breve.

Cobramos também a discussão sobre o pagamento dos dias descontados na greve de 2016 mediante acordo de compensação de horas. Sobre o tema, a Dra. Stephanie se comprometeu a verificar se o processo judicial já foi encerrado para que possamos negociar os termos de um possível acordo interno para o pagamento e reposição desses dias.

Destacamos ainda a necessidade de uma reunião urgente pra tratar a situação do Instituto de Química, por conta dos riscos aos quais os trabalhadores, docentes e estudantes estão submetidos. Colocamos também a questão do Sesmt, tanto da falta de condições de trabalho quanto da interferência da administração nas decisões dos técnicos do Sesmt. O Sr. Carlos Eduardo disse que levaria o tema da Química ao reitor para que fosse encaminhada uma reunião sobre o tema, e quanto ao Sesmt a questão seguiria em discussão na Copert.

Moção de Repúdio às demissões no Metrô

Diretoria Colegiada Plena do Sintusp

Após a importante adesão dos Metroviários à Greve Geral Contra a Reforma da Previdência, em 14/06, o governo Dória e a direção do Metrô estão fazendo uma grande onda de demissões, como forma de perseguição e punição. Dezenas de trabalhadores foram demitidos nas últimas duas semanas, em uma duríssima ação antissindical e ilegal, já que desrespeita o direito de greve e organização sindical.

Ainda, segundo informações, as absurdas perseguições estariam atingindo até trabalhadores que não teriam aderido à greve e se colocado à disposição para operar trechos do sistema como operação de contingência no dia 14/06.

As perseguições são também parte do projeto de desmonte do metrô, somando-se a programas de demissão voluntária e outras formas de demissão de trabalhadores e precarizando o serviço para depois justificar a privatização.

A luta contra a Reforma da Previdência é justa e necessária, e fundamental para a sobrevivência da classe trabalhadora. Os governos e patrões, desesperados por atacar os direitos do povo e lucrar ainda mais sobre a nossa miséria usam de todos os meios para silenciar nossa luta. Não aceitaremos!

Expressamos aos metroviários demitidos toda nossa solidariedade e repudiamos o completo absurdo destas demissões, fazendo coro pela reintegração imediata dos demitidos!

São Paulo. 28 de Junho de 2019

Não fique só, fique sócio!

Tornar-se sócio do Sintusp agora ficou muito mais fácil: basta preencher este formulário que pode ser acessado através do link abaixo e aguardar que um dos nossos representantes irá pessoalmente buscar sua assinatura, portanto, não perca tempo, vem pro Sintusp você também, afinal o Sintusp somos todos nós!

Disponível em http://bit.ly/2IRAICe

REINTEGRAÇÃO DO BRANDÃO E RETIRADA DOS PROCESSOS!