04/06/19

Boletim Nº 43/2019 (04 de junho)

Boletim N° 43 - SP 04/06/2019

Gestão: Sempre na Luta! Piqueteiros e Lutadores - 2017/2019

Amanhã, 5/6, Todos à Assembleia Geral (O Local exato será definido hoje, 4/6)

Nesta Assembleia, vamos discutir e deliberar sobre a nossa adesão à GREVE GERAL dia 14/6 e como vamos nos organizar aqui na USP, juntamente com os estudantes, que já aprovaram a GREVE GERAL em Assembleia, e com os professores, que discutirão o tema na Assembleia do dia 6/6.

Nesta mesma Assembleia de quarta-feira, 5/6, discutiremos também o indicativo do Fórum das Seis de GREVE por tempo indeterminado a partir de 6 de Junho.

Haverá reunião do Conselho Universitário da USP no dia 11/6, com pauta única: o reajuste salarial de funcionários e professores. Nossos representantes no Conselho Universitário (Neli, Luis Ribeiro e Adriano) estarão defendendo a reivindicação do Fórum das Seis de 8% na data-base 1° de Maio de 2019 e um plano de reposição das perdas desde 2015, no total de 15%.

O reitor Vahan defenderá o ridículo sub-reajuste de 2,2%, ou seja, menor do que a metade da inflação oficial de 2019, referente aos últimos 12 meses.

É importante lembrar que o reitor já comunicou em reunião com a diretoria do sindicato que a negociação da pauta específica, começando com os reajustes dos benefícios VA e VR, só será marcada após a referida reunião do Conselho Universitário e a decisão sobre o reajuste salarial.

Abaixo a Reforma da Previdência! Fora Bolsonaro! Greve Geral 14/6!

O governo Bolsonaro e toda a imprensa burguesa fazem terrorismo, dizendo que o Brasil vai quebrar se não for aprovada a reforma da Previdência, mas trata-se de uma grande mentira!

O governo diz que a reforma ataca os privilégios, mas mantém os militares com o valor da aposentadoria igual ao do último salário, deixando os atuais deputados e senadores, que irão votar esta reforma, isentos de qualquer corte em seus privilégios! Entretanto, se o governo cobrasse dos grandes empresários inadimplentes com a previdência e não concedesse tantas isenções a vários outros poderosos, especialmente bancos e grandes empresas, arrecadaria-se muito mais do que o 1 trilhão que o governo quer economizar com essa reforma, que retira direitos conquistados por nós trabalhadores com muita luta!

Vamos fazer a maior GREVE GERAL da História deste país, derrotando o governo Bolsonaro e sua reforma da Previdência!

Algumas das propostas da Reforma da Previdência

Retirado de texto divulgado na rede pelo Prof. Wagner Romão – Presidente da Adunicamp/ íntegra disponível em http://bit.ly/2WlBi3a

Idade + tempo de contribuição

REGRA ATUAL

-- Idade - Mulheres: 60 anos, Homens: 65 anos + 15 anos de contribuição mínima.

-- Tempo de contribuição - Mulheres: 30 anos, Homens: 35 anos.

PROPOSTA DA REFORMA

-- Idade - Mulheres: 62 anos, Homens: 65 anos + 20 anos de contribuição mínima.

-- Não há possibilidade de aposentadoria exclusivamente por tempo de contribuição.

Valor do benefício

REGRA ATUAL

-- Média dos 80% maiores salários para aposentadoria por tempo de contribuição e por invalidez;

-- 70% da média dos 80% maiores salários + 1% a cada 12 contribuições na aposentadoria por idade;

-- Piso: salário mínimo. Teto: R$ 5.839,45.

PROPOSTA DA REFORMA

-- Média de todos os salários;

-- Em caso de 20 anos de contribuição tem direito a 60% do valor do benefício + 2% a cada 12 contribuições;

-- Para 100% do valor do benefício são necessários 40 anos de contribuição.

Aposentadoria por incapacidade permanente (invalidez)

REGRA ATUAL

-- Valor do benefício é a média dos 80% maiores salários.

PROPOSTA DA REFORMA

-- Tempo de contribuição igual ou menor que 20 anos: 60% da média de todos os salários. A cada ano extra de contribuição + 2% do valor do benefício.

-- Benefício na média de 100% das contribuições.

Pensão por morte

REGRA ATUAL

-- 100% do benefício (se aposentado) para os dependentes do segurado que falecer.

PROPOSTA DA REFORMA

-- Cota familiar de 50% + 10% para cada dependente, até o limite de 100%; cotas de dependentes não são permanentes. Pode ser menor que o salário mínimo.

FGTS

REGRA ATUAL

-- É possível acumular pensão e aposentadoria e benefícios do Regime Geral e do Regime Próprio;

-- Se a pessoa aposentar e continuar trabalhando a empresa paga multa de 40% e mantém depósitos no valor mensal relativo ao FGTS.
PROPOSTA DA REFORMA

-- Ao aposentar voluntariamente e continuar trabalhando não será necessário recolher o FGTS e nem o pagamento de multa de 40%.


HOJE! Reunião do Comitê Zona Oeste pela GREVE GERAL

Atenção: Esta reunião teve local modificado! Acontecerá hoje, 4 de Junho, 18h30, no Sintusp: Av. Prof. Almeida Prado, 1362, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo. OBS: É importante a participação dos diretores do Sintusp e dos membros do CDB nesta reunião!


RODA DE SAMBA NO SINTUSP

No próximo dia 07/06 faremos mais uma edição da roda de samba do SINTUSP! Com a colaboração de várias pessoas entre estudantes e trabalhadores, estamos fazendo mensalmente um encontro de confraternização no SINTUSP! Em junho não será diferente! Em meio a tantas lutas é preciso um tempo para refrescar a cabeça e ocupar esse espaço tão importante que é a sede do nosso sindicato!
Esses eventos também são importantes pois ajudam a arrecadação financeira da entidade, com a presença de todas e todos! Além do mais a roda de samba é aberta, se você sabe cantar ou tocar um instrumento, venha participar da nossa roda de samba!
Atenção: haverá bebidas e deliciosos caldos (de mocotó e de batata)

Sexta-feira, 07/06, 17h30 no Sintusp


REINTEGRAÇÃO DO BRANDÃO E RETIRADA DOS PROCESSOS!